terça-feira, 2 de junho de 2015

AINDA NÃO SEI



Hoje acordei diferente,

Embora seja um dia normal,
Lindo e calmo.
Ao abrir os olhos,
Percebi estar sozinho ainda,
Sem um grande amor para amar.
Essa falta de um bom-dia por alguém especial,
E essa solidão que me acompanha
Já faz algum tempo.
Mesmo aquecendo vários corpos
E sentindo muitas presenças,
Ainda falta algo que seja diferente para preencher esse vazio.
Uma mulher ímpar,
Gerando o desejo de eternidade,
E sua imagem provocante em minha mente.
Só sei que almejo intensamente
Amar e ser amado
Por você, que ainda não conheço.


Do livro "Caverna de Platão Mentes Atrofiadas"